Veja os nomes das cidades alagoanas que podem acabar devido ao pacote de reformas da presidência

Um novo pacote de reformas econômicas, criado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Paulo Guedes, pode acabar com sete municípios alagoanos.

A proposta foi enviada nesta terça-feira, 05, para o Congresso Nacional, e prevê a extinção das cidades que possuem menos de 5 mil habitantes e com arrecadação menor que 10% de sua receita total. Caso extintas, as sete cidades alagoanas devem ser incorporadas a outros municípios, com maior arrecadação.

As cidades alagoanas atingidas pela nova proposta são: Palestina, Olho D´Água Grande, Belém, Jundiá, Feliz Deserto, Pindoba e Mar Vermelho. Municípios que, segundo a última estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), de 2018, possuem as características citadas no pacote de reformas.

Entre todos os 102 municípios de Alagoas, Pindoba é o menos populoso, com 2.908 habitantes, já no aspecto econômico, a menor arrecadação é da cidade de Feliz Deserto, que possuía, em 2012, apenas R$ 9.306,68 de renda per capta. A cidade que possui a população com menor renda em Alagoas Olho D´ Água do Casado com R$ 4.279,47.

No Brasil, entre os 5.570 municípios, 1.254 podem ser afetados com a proposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *